quarta-feira, 7 de abril de 2010

O mosquito escreve - Cecília Meireles

Assunto: HOMEM NOVO
Data: 6/Abr 12:53
EU VI O GRITO SE ERGUENDO EM ALVOROÇO, DAS PEDRAS DE UMA CALÇADA...INESPERADO...INSUSPEITO...ROMPENDO CAMINHO A EITO, ESTENDENDO OS BRAÇOS, E ESTREITANDO CONTRA SI UMA FIGURA CINZENTA, QUE ENCOSTADA ÁS PAREDES CAMINHAVA....CAMINHAR NÃO É O TERMO, POIS QUEM CAMINHA TEM TEMPO E LUGAR PARA CHEGAR...ELE, IA ENGOLINDO DISTÂNCIAS...CORPO ANDANDO, ALMA AUSENTE, QUE A ALMA SEMPRE SE PRENDE AO VENTO QUE A TOCOU, E COM ELE SEGUE A VIDA EM ALVOROÇO, MESMO EM TEMPO DE NORTADA....ABANDONA SUA MORADA, ESSE CORPO, TERRA DE PAZ, ARADA, FUTURA SEARA DE PÃO, DE SUAVE ONDULAR...E AÍ, LIVRE DO CORPO PRISÃO, COM O VENTO SOBE AO CÉU E ULTRAPASSA HORIZONTES. VIVE HISTÓRIAS DE ESPANTAR, CONHECE O ROSTO DA DÔR...CANTA, CHORA, RI, PERDE O QUE NÃO SOUBE GANHAR, ESPREITA AS TREVAS DESCONHECIDAS E POR AÍ DECIDE AVANÇAR, BRAÇO DADO COM A CERTEZA, SENTE QUE É O DESTINO....LÁ AO LONGE, BRILHA CALMA A LUZ DO SOL, E SOLITÁRIO SE ARRASTA UM HOMEM SEM CÔR NEM CHAMA. A ALMA ESTANCA....E NUM REPENTE ETERNO TUDO PASSA A TER SENTIDO...ESTÁ DE VOLTA...E DEMOROU DE CHEGAR, NÃO PODE PERDER MAIS TEMPO. FOI NESSE PRECISO MOMENTO QUE TESTEMUNHEI O GRITO QUE, DO CHÃO, INESPERADO SE ERGUEU, GRITANDO A PALAVRA VIDA, E CORRENDO, INUNDOU ESSA FIGURA... E UM HOMEM NOVO NASCEU!...EM ANEXO UM BEIJO!
Distribuído por Moranguinho Pereira (hi5)
.

O MOSQUITO ESCREVE
.
O Mosquito pernilongo
trança as pernas, faz um M,
depois, treme, treme, treme,
faz um O bastante oblongo,
faz um S.
.
O mosquito sobe e desce.
Com artes que ninguém vê,
faz um Q,
faz um U e faz um I.
.
Esse mosquito
esquisito
cruza as patas, faz um T.
.
E aí, se arredonda e faz outro O,
mais bonito.
.
Oh!
já não é analfabeto,
esse inseto,
pois sabe escrever o seu nome.
.
Mas depois vai procurar
alguém que possa picar,
pois escrever cansa,
não é, criança?
.
E ele está com muita fome.
.
.
CECÍLIA MEIRELES 
.
.

Sem comentários: